[Crônicas de Quinta]: Maré de Sentimentos

By Luciana Souza - Maio Literário - 12:22

Ali caminhando eu pensava o que faria dali para frente, tudo tinha acontecido tão rápido, loucura eu sei, mas de insanidade era feita minha vida e o arriscar vinha acompanhando o cafezinho preto de toda manhã. Minha vida recomeçara, lugar novo, pessoas novas, vida nova, o passado ficara para trás, o foco agora era o futuro, incerto eu sei, mas fácil de se alcançar, agora era viver o presente.

Paro a beira da praia, o sol estava perto de se pôr, comecei a lembrar de um tempo em que minha única preocupação era acordar a tempo de assistir aquele desenho que eu adora ou simplesmente de poder pular corda na rua de casa, logo vieram as aulas, os amigos, os amores, você, suas lembranças me invadem mais que rapidamente que chegam a transbordar em formas de lagrimas, até esboço um sorriso, mas ele logo se vai, afinal é como dizem, nada dura para sempre e tive que assistir você partir.

A brisa do fim de tarde toca meu rosto e bagunça meu cabelo, o balé que as ondas fazem esvazia minha mente, fico tão encantada que simplesmente esqueço de tudo, elas vão e vem numa prefeita sincronia, que logo trás você a minha mente novamente, lembro-me daquele poema, que fizemos na quarta serie.

O sol finalmente se pôs e junto com ele deixei ir tudo que um dia me pertenceu, a dor acompanha a felicidade, que anda de mãos dadas com a saudade, a vida recomeça a cada novo amanhecer e essa era a minha hora, era chegada a minha vez de recomeçar, seu mar salgado me causou muitas tempestades, mas hoje a maré esta baixa, calma e repleta de sentimentos, talvez um dia nos encontremos, talvez não, a única certeza de que tenho é que o futuro é incerto e o presente deve ser aproveitado, levanto—me e vou embora acompanhada pela brisa, as marés ficam para trás com sua perfeita sincronia, realizando seu balé agora com lembranças minhas.



  • Share:

You Might Also Like

3 Comentários

  1. O doce sabor do recomeço,que tem gostinho de saudade, que bate feito brisa no rosto agora não tão cansado.
    O recomeçar que traz lembranças que logo ficarão cada vez mais distantes, pois um novo dia recomeçará e não só terá gosto de café, mas será tão doce quanto chocolate!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Realmente, devemos viver intensamente, aproveitar o hoje.

    ResponderExcluir
  3. Que texto fofo!
    Parabéns!
    Recomeçar é preciso e sempre bem-vindo.
    Parece que mudar, e ter um novo amanhã, nos dá mais força.
    Mas, ao mesmo tempo, as vezes se torna difícil deixar o que já não temos pra trás.
    bjssss

    ResponderExcluir