[Crônicas de Quinta]: Para Onde Vai o Amor?

By Luciana Souza - Maio Literário - 10:11

Olho para o telefone e me pergunto com cheguei a essa situação, me pergunto como tudo pode simplesmente acabar sem motivos ou como simplesmente um tudo se transformou em nada em questão de segundos, ou melhor, com o passar dos dias. Quem diria. A exatos 300 dias atrás estávamos planejando com seria nossa vida num futuro não muito distante, onde moraríamos, como seria nossa rotina, até nome para filhos escolhemos e num dia cinzento qualquer tudo mudou e virou apenas poeira, uma lembrança do tipo que todos fazemos - tentamos - esquecer, então eu lanço um desafio aquele que puder me responder, uma pergunta simples sem muitos porquês, busco apenas saber para onde vai o amor?

Me conta como pode um sonho partir, um universo particular se apagar, me conte os segredos desse amor, esse que foge para longe deixando apenas a tristeza nos abater. Passei 365 dias vivendo um sonho, um plano, planejando uma nova vida, uma nova meta, lutando por minha felicidade, mas no fim parece que tudo foi em vão, as palavras doces se perderam, os gestos únicos e amorosos se foram, cada vontade de te ter aqui esvaiu-se em lágrimas e mágoas, mas me diga por favor para onde foi esse amor? O que fizemos de errado para ele fugir?

Olho mais uma vez para a tela do celular e percebo que mal se passaram cinco minutos da minha imersão em remotos pensamentos, me endireito no banco e olho em volta para ter certeza de que meu ônibus ainda não passou, logo a frente há um casal sentado sorrindo um para o outro, provavelmente fazendo mil planos e me pergunto se eles sabem que um dia todo esse amor se vai e restara apenas saudades, saudades de um tempo bom que todos nós passamos uma vez na vida, ou mais quem sabe.

Meu ônibus aponta na entrada do terminal, me ajeito olho uma última vez para tela do celular e me esqueço de tudo que acabara de acontecer, estava na hora de ir para casa, havia muito o que se fazer e eu não podia mais perder com o passado, era chagada a hora de seguir, mesmo sem entender e ter a certeza de nunca saber, para onde vai o amor.

  • Share:

You Might Also Like

12 Comentários

  1. Ual que lindo Luciana!
    Realmente a gte tem que seguir msm sem entender mtas coisas...
    Adorei!
    Bbjs!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, para onde vai todo esse amor? Tantas vezes nos perguntamos isso... Mas concordo completamente, é bom não se prender ao passado e seguir em frente...
    Amei o texto, parabéns! Abraços.

    ResponderExcluir
  3. O amor não vai para lugar algum. Ele fica dentro de nós, guardadinho em algum cantinho que com o tempo, vai ter tanta poeira, que a gente só vai se lembrar dele, quando for ali, espanar.
    O amor sempre dói...
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Seus textos são tão reflexivos, como não questionar-se? Adorei <3

    ResponderExcluir
  5. Luciana!
    Lembrei de uma música do Alejandro Sanz: "Canção De Amor Para Te Esquecer", ele deveria ser sua playlist para escrever seus textos, sabia? Acredito que combina, ambos são ótimos e melancólicos...
    Desejo um ótimo final de semana!
    “A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA AGOSTO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei muito o texto, realmente essa é uma pergunto que faço todos os dias, Para onde ele vai?! Fazemos planos e tudo mais e no final acaba por sumi do nada...é uma coisa muito curiosa!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Aiii que lindo!
    Fofo e triste ao mesmo tempo!
    Escreve continuação, por favor!!!!
    bjs

    ResponderExcluir