[Crônicas de Quinta]: Aqui Estou Eu Outra Vez

By Luciana Souza - Maio Literário - 09:49

Aqui estou eu outra vez pronta para outra. Para mais um tombo. Para mais um não. Para mais uma decepção. Ao longo do tempo aprendi a aceitar certas, principalmente aquelas que dizem respeito a solidão e o abandono. Percebi que as coisas são simples assim, pessoas vem, pessoas vão, poucas ficam e isso não é o fim do mundo, não ainda pelo menos. Me perguntei durante muito tempo o porque isso sempre aconteci comigo, porque o numero de pessoas que iam embora sempre era maior do que as que ficavam e não me venha com esse clichê de que “as mais importantes sempre ficam” porque sinceramente...não cola, já tive prova viva de que nem sempre as que ficam são as melhores pessoas para sua vida.

Com tempo aprendi a ver cores em meio ao cinza, mesmo sendo tons pasteis, suaves, mas eram cores afinal, era o que eu conseguia colocar em meus dias. Aprendi a não depender de ninguém o que acarretou em uma eterna e enorme sobrecarga, fazer o que nenhum fio fica esticado perfeitamente por muito tempo, um lado sempre vai ceder e antes o meu do que o de alguém que eu nem ao menos conheço de verdade. Eu já sei o que vai me dizer “que não devamos exigir muito de nós mesmo para fugir do mundo” mas por favor olhe para de ler esse texto agora, olhe para dentro de si e me diga “você nunca fez isso na vida? Nuca tentou fugi do mundo se sobrecarregando para não ter tempo para o outro ou para vida?” Bem se isso nunca aconteceu com você já peço desculpas de antemão, mas chega aqui pertinho que quero te sussurrar uma coisa “eu duvido muito que não tenha passado por isso em sua vida” é quase como um pré-requisito para continuar a viver.

O tempo passa e continuamos na mesma. Nos criticando. Reclamando. E simplesmente não fazendo nada para mudar, é como eu sempre digo “nosso mal é continuar a fazer sempre as mesmas coisas esperando um resultado diferente” por favor não façam isso. Eu não sou exemplo de vida para ninguém, não sou perfeita e não sei tudo, mas sei que o primeiro passo para a mudança começa conosco. Aqui estou eu pronta para outra...outra vez, sei que vai doer, que vou cair, que vou me fechar, mas uma coisa eu posso afirmar eu vou me levantar novamente e continuar em frente, vai ser preciso muito mais para me derrubar e mesmo que o mundo aumente a dose ainda será necessário o dobro para me ver desistir.

  • Share:

You Might Also Like

6 Comentários

  1. Será que realmente nada mudou? Que o simples fato de constatar isso tudo, já não seja um sinal, nem que pequeno, de mudanças à vista??
    Reconhecer, recomeçar!
    Palavras....

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Uau! Independente das doses, não desista.

    ResponderExcluir
  3. Que tenso. É complicado lidar com decepções, mas elas acontecem, infelizmente. Acredito que o importante é sempre levantar. Não é fácil, mas encarar a vida em pé é o melhor que podemos fazer.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  4. Luciana!
    Me vi em cada palavra, que lindo!
    Acredito que não podemos desistir apesar de td..Tenho aprendido á cada dia....
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. " 'nosso mal é continuar a fazer sempre as mesmas coisas esperando um resultado diferente' ", concordo completamente! Se desejamos uma mudança positiva devemos começar a mudar nossas atitudes... E temos que seguir em frente sempre, sem nunca desistir apesar das dores!
    Amei seu texto, parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Luciana!
    Quem nunca quis fugir um pouco da realidade opressora e tentar se isolar?
    Somo seres mutáveis e temos de aprender a evoluir, nos tornarmos mais resilientes e nos adaptarmos melhor à todas as situações.
    Semaninha de amor e paz!
    “A moral, propriamente dita, não é a doutrina que nos ensina como sermos felizes, mas como devemos tornar-nos dignos da felicidade.” (Immanuel Kant)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA SETEMBRO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir