[Crônicas de Quinta]: É Só a Chuva lá Fora

By Luciana Souza - Maio Literário - 13:16

"Eram quatro da manhã e ela já havia chegado, a quanto tempo estava ali eu não sabia exatamente, mas pela sua intensidade não fazia muito tempo, como posso saber? Simples ela vem de mansinho, quando você menos espera, começa que você nem nota, fina, macia e silenciosa mas ela gosta de atenção e quando percebe que não foi natada ela se torna forte, intensa, as vezes até violenta, assustador eu sei.

Sua intensidade não durou muito, meia hora depois ela estava calma, e acolhia quem ainda dormia, estranho eu sei ainda há quem não a note, eu também não notaria, se quer saber, a não ser pelo fato de ela cair bem em cima da minha cama, as quatro da manha, isso era novidade eu confesso, nem sabia que ela tinha por onde entrar, se eu levantei para resolver? Só dei uma ajeitadinha por alto e voltei ao meu sono.

Logo eram seis da manhã e ela ainda estava lá fora, agora mais calma, mais na dela, porem ainda estava lá, não tinha jeito eu teria de confronta-la, iria ser difícil eu confesso, mas o caminho era curto e um pequeno desafio logo cedo não me faria mal. As seis e cinquenta eu sai rumo ao meu destino com ela ali insistindo em me impedir, mas eu fui forte e resisti, então ela se foi, para onde eu não sei, mas que ela vai voltar ela vai, pode acreditar. Quem era ela? Era só a chuva lá fora."

  • Share:

You Might Also Like

6 Comentários

  1. É só a chuva lá fora, trazendo nostalgia, saudade e aquele aperto gostoso no peito.
    É só a chuva, cheirando a saudade, beirando a insanidade, chamando alguém!
    Mais um texto lindo!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, amo chuva e a sensação que dá :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo o texto!

    Sou uma pessoa que ama chuva, tem uma coisa nela que me trás tranquilidade.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não gosto da chuva, ela me deprimi e não sei explicar a razão, quanto mais ela insisti mais triste eu fico...
    Mas eu amei o texto, parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Amo a sensação calmamente que a chuva proporciona, seu texto teve o mesmo efeito <3

    ResponderExcluir
  6. Luciana!
    Ela sempre chega quando mennos esperamos, sorrateira, molhando a terra e vai... do mesmo jeito que chegou.
    Lindíssimo seu texto.
    Bom final de semana.
    “Sede felizes; os amigos desaparecem quando somos infelizes.” (Eurípedes)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir