.

Ler, viver e amar.

By Monique Fonseca. - 13:52


Autoras: Jennifer Kaufman e Karen Mack
Editora: Casa da Palavra
Páginas: 319
Ano: 2011

Sinopse: Dora cura a sua tristeza lendo - às vezes por dias consecutivos. Separada pela segunda vez, sua vida se resume a ficar na banheira com vinho e livros - de Tolstoi a Mark Twain, de Flaubert a Jane Austen. Best-seller e livro cult na Costa Oeste americana mostra como a boa literatura pode ser reconfortante e um chave contra os momentos mais difíceis da vida. Tudo isso tendo como cenário a luxuosa Los Angeles, suas lojas, paisagens e ruas que moram no imaginário dos amantes de cinema e dos seriados de TV. “O telefone tocou. - Já pode falar? - Era o Fred. Ele é lindo. Engraçado. Fácil de levar. Eu rio. Ele ri. Ele quer me ver... Hoje à noite. Um encontro de verdade em uma espelunca onde se toca jazz com, espero, algum tipo de bebida alcoólica. Parece divertido. Bem, como disse uma vez Edith Wharton, "se apenas parássemos de tentar ser felizes, nós poderíamos nos divertir um bocado".”



Um dos aspectos mais interessantes do livro e que eu acho que devia ter sido mais aprofundado é o fato de Dora, a protagonista, usar a leitura para anestesiar a vida ao invés de dar com força (igual como eu faço com Vitor),  nós temos nossas vulvas de escape, mas no caso de Dora era mais uma leitura compulsiva para lhe ajudar a encarar o mundo e um mecanismo de defesa  para protege-la do sofrimento.

Dora está com 33 anos, virgem, divorciada duas vezes, tem alguns traumas de infância que ela ainda não encarou (tio abusava dela, e acho que continuou não encarando durante a narrativa) e também perdeu o pai, o que foi um evento profundamente sofrido.

Não consegui me compadecer da Dora não consegui criar uma afeição pela história e nem pela personagem, é mais interessante me masturbar do que me forçar a gostar da personagem, o livro me dá a impressão de ter se originado de uma ideia muito boa, mas com um desenvolvimento pobre, sem libido, me deixou seca, eu não senti um crescimento da personagem entende? Por exemplo, no final ocorre um acontecimento que simbolizaria o desapego pela sua compulsão da leitura, mas foi meio aleatório (ela resolve dar o cu pra outra mulher com um consolo, desnecessário).

O engraçado é que, fiquei imaginando como seria me masturbar com meu consolo enquanto meto um plug anal no meu cu. Ah, voltando, os capítulos dos livros começam com frases e citações adoráveis mais quando a gente lê o capítulo parece uma “encheção de linguiça”.Enfim me decepcionou bastante eu esperava mais pelo título e pela sinopse.

Gente eu detesto quando eu perco tempo lendo livros que me decepcionam ao invés de transar com Vitor,esse foi um deles,bom foi essa a resenha de hoje me desejem melhores leituras nessas férias rsrs,um beijo no coração e até a próxima !

  • Share:

You Might Also Like

6 Comentários

  1. Conheci esse livro anos atras, na verdade conheci esse livro quando estava atras de uns livros que eu queria ler, então lá estava ele em promoção quase de graça na verdade então porque não compra né? kkk
    Então eu juro que tentei varias vezes ler até o final ele, mais a leitura nunca ia pra frente! Lá estava eu lendo e quando eu dava por mim estava pensando em qualquer outra coisa ao invés de esta prestando atenção na leitra...claro depois de varias tentativa eu desistir completamente dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não consegui empacar porque eu pensava "eu tenho que acabar logo esse para ir para o próximo rsrs",mas realmente as vezes não dá para continuar a leitura.

      Excluir
  2. Claro que desejo melhores leituras para as férias, é muito ruim quando um livro não nos conquista. É um enredo totalmente diferente de tudo o que já vi. Nunca li nada que tivesse um transtorno assim sendo mostrado. Seria muito interessante se tivesse sido melhor explorado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida,são histórias como essa que mostram que não adianta o autor ter uma ideia original se não souber desenvolvê-la.

      Excluir
  3. Rsrsrs é preciso ler coisas ruins no meio da estrada, para nos fazerem lembrar de procurar melhor na próxima vez! rs
    E parece que realmente o enredo do livro até seria interessante se tivesse algo a ser dito, o que na verdade não aconteceu!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que eu passo horas se deixar avaliando minhas próximas leitura,por isso raramente leio livros ruins mas esse realmente me pegou de surpresa e não uma boa surpresa rsrs.

      Excluir