[Crônicas de Quinta]: Estou Sufocando

By Ventos de Maio - 11:01

A verdade é que está um enorme caos aqui dentro. Faz tempo que não sei mais quem sou e muito menos o que estou fazendo, ou tentando fazer. A verdade é que o mundo se mostrou mais cruel do que eu imaginava e mais difícil de se lidar. Tudo é difícil. Clichê eu sei, mas o que posso fazer se me sinto num eterno filme de drama? 

Sorrir todos os dias dói. Sinto como se eu não passasse de um robô para o mundo, sem direito a problemas e muito menos dias de altos e baixos. Preciso ser perfeita perante o mundo, devo ouvi-los. Sem falar. Devo assentir. Sem criticar. Devo chorar em silêncio. No meio da noite, como o vento que assovia por entre as árvores na madrugada. Sozinha.

Está tudo um caos aqui dentro. Me sinto quebrada. Em farelos. Já tive tantos remendos que não há mais o que consertar. Esse deveria ser o fim. "Não se abata por uma dificuldade" sussurra o mundo, mas o que não entendem é que não há mais o que abater por aqui. Com calma junto os cacos que de mim caíram e coloco em um pote. É preciso mantê-los os um pouco mais, mesmo já o sentido transbordar.

Mais um fim que se aproxima e para no meio do caminho. São tantos iniciados e tão poucos terminados. Sinto que às vezes só sei começar e não tenho aquela força para terminar. Ou melhor, não há coragem. Coragem é o que me falta. Fé é que ainda me levanta. Fé de que um dia os fins acontecerão, fé de que um dia não haverá mais cacos, fé de que um dia o caos vire calmaria sem fim. Que tudo que transborda de mim deixe de me afogar. Fé de que nada mais me sufoque. Fé de que a fé foi o que me manteve.

  • Share:

You Might Also Like

3 Comentários

  1. Fé para recomeçar! Fé para que amanhã o sol volte a brilhar e que esta sensação ruim suma de perto de você, de mim e de muitos!
    Fé!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. E para que ter que ser uma farsante diante da sociedade? Seja você mesma, o que tem de ser, sem se importar, sem ter de vestir uma fantasia e sentir-se afogada dentro de si mesma.
    Força, fé e destino próprio.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Pior do que começar e não terminar, é ter medo de começar...

    ResponderExcluir